Artigos

A BALANÇA DA INOVAÇÃO

em by Rui Santo em Artigos | Deixe um comentário  

Capacitação em Inovação

– In Company.

.

S.I.T. Novum Institute®© e a Rui Santo – Consulting oferecem a primeira metodologia lógica – matemática que transforma ideias em números e proporciona autonomia e autoridade aos profissionais de inovação, capacitados e sustentados numericamente.

.

Elements that compose the mathematical logical theory of innovation, created from the user/customer/consumer. S.I.T. ©® – Self-compare Ideas Theory / T.I.A. ©® – Teoria das Ideias Autocomparadas.

Itens fundamentais da metodologia T.I.A.®© ou

S.I.T. ®©, oferecidos para qualificação de

profissionais de inovação:

1- Quantificar e transformar ideias em números via Formulação Matemática®©.

2- Bússola Matemática da Inovação®© – o condutor de ideias em direção ao futuro da inovação.

3- Periscópio do Futuro®© – expõe o futuro imediato e final da inovação = 0.00iur.

4- Quantificação da Sustentabilidade®© de produtos e serviços. 

5- Valores Humanos – a prova dos nove®© dos benefícios da inovação.

6- Preços percebidos – a prova financeira®© do preço da inovação.

7- Relatividade dos esforços – fenômeno observável somente na balança – o Buraco Negro das Inovações®©.

8- A Balança da Inovação®© – simulação do comportamento do consumidor:

Customer think, Customer experience, Customer centric.

Conteúdo dos itens da qualificação profissional dos inovadores.

1- Quantificar e transformar ideias em números via Formulação Matemática®©.

Em 1900 Taylor transformou em números os esforços de tempos e movimentos consumidos pelos operários ao manusear máquinas e equipamentos. Essa metodologia transformou os EUA no país de maior produtividade global. – Em 1950 a medicina transformou as doenças em números. Passamos dos 50 aos atuais 80 anos de vida. – Em 1960 a Gestão da Qualidade aprendeu a transformar peças defeituosas em números. Os carros passaram de 3 meses para os atuais 5 anos de garantia.  

– …

– …

– Em 2017 chegou a vez das ideias serem transformadas em números. Vamos medir os esforços de tempos, movimentos e energias, inseri-los em uma Formulação Matemática®©, obter o número da inovação anterior, de referência do usuário, e saber qual deve ser o número da próxima inovação.

Este item já entrega ao gestor de inovação certezas com baixo risco que significa autoridade e independência para decidir investimentos. Mas tem mais.  

2- Bússola Matemática da Inovação®©. O condutor de ideias em direção ao futuro da inovação.

Identifica a existência de um sentido de direção de ideias para inovação único, milenar, matemático e irreversível que persiste há 3.3 milhões de anos sem que exceção tenha sido encontrada. A Bússola Matemática®© varia de 1,00 iur para 0.00 iur (porto seguro de chegada para onde todas as ideias convergem). Agora o inovador não depende das próximas necessidades do usuário. Se ainda não chegou em 0.00 iur, então ainda há necessidades/esforços a serem eliminadas pela inovação.

Nota – Em métodos subjetivos/empíricos/achistas beira o impossível encontrar “A Bala de Prata”, por isso se diz que ela não existe em inovação. Mas em métodos lógicos matemáticos é fácil. A Bússola Matemática®© pode ser entendida como a “Bala de Prata da Inovação”.

3- Periscópio do Futuro®© – expõe o futuro imediato e final da inovação = 0.00iur.

Tendo a Bússola Matemática®© podemos prever as inovações imediatas e a inovação final = 0.00 iur, matematicamente.

4- Quantificação da Sustentabilidade®© de produtos e serviços.

Se um produto material – A é 0,80 iur (iur é a unidade de medida da inovação) e outro – B é 0,20 iur então podemos dizer que o produto A é insustentável em relação a B, numericamente? Sim, podemos e devemos! Embora haja exceções, agora temos um método inicial para “Quantificar a Sustentabilidade®©” de produtos e serviços.

5- Valores Humanos – a prova dos nove®© dos benefícios da inovação.

6- Preços Percebidos – a prova financeira®© do preço da inovação.

Esses dois itens operam em conjunto como, respectivamente, a prova dos nove®© dos benefícios e a prova de viabilidade financeira®© da inovação. Esses valores sinalizam ao gestor como deve gerenciar suas decisões sob o ponto de vista do usuário para não jogar a inovação em um “Buraco Negro”. Esses dois itens não operam com precisão mas sinalizam, desde o início e durante todo o projeto, alarmes “alto e bom som” quando as escolhas puderem resultar em riscos evitáveis.

7- Relatividade dos esforços – fenômeno observável somente na balança – o Buraco Negro das Inovações®©.

Muitas inovações entram no buraco negro devido à falta de um instrumento como a Balança da Inovação®© que relativize os “três elementos (esforços físicos, valores humanos e preços percebidos)” e lhes mostre onde está o buraco. Por exemplo, há inovações muito caras para a classe social E, que não vai poder comprar, e que exigem muitos esforços para a classe social C ou B, que pode pagar, mas não está disposta a se submeter a tantos esforços, uma vez que desejam itens mais convenientes. Por “esforços” diferentes, nenhum dos dois compram a inovação.

8- Balança da Inovação®© – simulação do comportamento do consumidor:

Customer think, Customer experience, Customer centric.

A Balança de três pratos é um instrumento matemático (regra de três composta) que simula o comportamento do consumidor e sua “disputa interna, pessoal” entre sua mente (esforços físicos), seu coração (valores humanos) e seu bolso (preços percebidos a pagar). Através da Balança vamos ver o “customer think, customer experience, customer centric” agindo dinamicamente, online. Vamos ver como e porque esses três elementos representados nos três pratos da balança, agem e reagem dinamicamente, uns sobre os outros, continuamente, inextricavelmente inseparáveis.

Embora não sejam os únicos, esses são os principais itens da qualificação profissional de inovadores, baseados no primeiro método lógico-matemático, ensinado parcialmente em diversos MBA’s, onde o autor tem sido professor há mais de 15 anos. O objetivo é tirar o gestor de um nível de incerteza, alto risco e fracassos da ordem de 97% em startups e 96% nos ambientes corporativos atualmente – 2020, e trocar por certezas e baixo risco, dando-lhe autonomia e autoridade para decidir investimentos e continuidade de projetos, como fazem outros diretores corporativos, todos baseados em números.

O curso é inteiramente presencial e formado por diversas dinâmicas em 5 + 1 dias, cujo conteúdo é formado por conhecimentos tácitos e explícitos.

Um dia é de exercícios e práticas no mundo real. Será sempre um sábado, dia mundial de compras, onde os participantes observarão o comportamento real dos consumidores na feira, no supermercado e no shopping center, utilizando as ferramentas que aprenderam no método.

Total de 48 horas.

A qualificação contempla ainda um encontro adicional em 90 dias do fim do curso, quando as dúvidas reais se manifestaram em cada participante, as quais poderão ser esclarecidas.

Número mínimo de participantes: 12 profissionais com experiência mínima de 2 anos na área de inovação.

Horário: 14h00 até 22h00. Início às 4ªas feiras.

Benefícios inclusos: 3 balanças para a empresa.

Livro: A Balança da Inovação – 1 livro por participante.

Artigos para leitura obrigatória, antes do evento.

Apostila Power Point com a apresentação – 1 por aluno.

Certificado de Participação.  

Nota importante: o certificado de participação não autoriza o participante a ser um facilitador / professor /…do método. Somente profissionais explicitamente qualificados, publicado no Blog Galáxia Criativa, poderão operar com esse conhecimento. Motivo: inúmeras sutilezas fazem parte deste conhecimento, tácito e explicito.  

Você também pode acessar uma apresentação do método em: 

– < http://associe.abimaq.org.br/academy.html   >

ou link direto.

– < https://vimeo.com/437946354/27a11fd89d >

Contatos:

Rui Santo < iursanto@gmail.com >.

Marco Tanaka < marco.tanaka@gmail.com >.

www.galaxiacriativa.com.br

www.balanceofinnovation.com

Convite: Webinar ABIMAQ 07.07.2020

em by Rui Santo em Artigos | Deixe um comentário  

A BALANÇA DA INOVAÇÃO®©

Customer Centric / Customer Think / Customer Experience.

Como transformar ideias em números e reconhecer aquelas que serão sucesso.

Balança da Inovação®©.

CONTEÚDO DO WEBINAR

A influência e o poder dos números:

1- Taylor, medindo os tempos e movimentos dos operários, transformou em 1900 a produtividade em números. O taylorismo elevou os USA a maior potência produtiva global.

2- A Medicina transformou doenças em números através das análises clinicas em 1950. Passamos dos 55 aos atuais 80 anos de vida.

3- Os sistemas de Garantia da Qualidade transformaram defeitos em números estatísticos em 1960. Os carros passaram de 3 meses para os atuais 5 anos de garantia.

4- As produções alimentares transformaram seus métodos e receitas em números. Hoje temos o mesmo sabor do Big Mac no mundo inteiro.

5-  ….

6- ….

7- Agora, chegou a vez das Ideias para Inovação.

Neste Webinar vamos apresentar a T.I.A.©® – a primeira metodologia baseada em números:

1-  Como transformar Ideias em Números, medindo tempos, movimentos e energias dos usuários de inovações.

2- Como trocar incerteza e alto risco por certezas convergentes e baixo risco, numericamente.

3- Valores Humanos – a prova dos nove da inovação.

4- Preços Percebidos – a prova financeira da inovação.

5- A apropriação do Gestor de Inovação de poder, autoridade e independência sustentado pelos números, tal qual ocorreu com os profissionais que já “numeraram” seus conhecimentos.  

8- Finalizamos com a Balança da Inovação©®, que simula o comportamento do consumidor e identificam inovações que caem no “buraco negro”: Customer Centric / Customer Think / Customer Experience.

Inscrições gratuitas:  https://conteudo.abimaq.org.br/webinar-balanca-de-inovacao

Contatos:

Rui Santo < iursanto@gmail.com >.

Marco Tanaka < marco.tanaka@gmail.com >.

A Balança da Inovação®©

Como medir, desenvolver e reconhecer ideias que serão sucesso.

O equilíbrio entre esforços corporais (mente), valores humanos (coração) e preços (bolso).

Livro: Acesse aqui – via impressa

Sobre o autor:

Rui Santo é autor, mestre em comunicação pela ECA – USP, Engenheiro Sênior Internacional trabalhou na Suíça, Alemanha, França, Itália, Espanha.

Prof. de criatividade, inovação e futuro em diversos MBA’s. Autor de 11 técnicas de criatividade©®, dos métodos de medição de ideias – T.I.A.©® – soluciona o Nó Górdio da Inovação e da Balança da Inovação©® – tratado por “Ovo de Colombo”.

Atua através do S.I.T. Novum Institute©® / Rui Santo – Consulting como palestrante consultor e professor.

MUDANÇA DE MIND SET: POR ONDE COMEÇAR?

em by Rui Santo em Artigos | Deixe um comentário  

MUDANÇA
DE MIND SET: POR ONDE COMEÇAR?

Basta
transformar o item atual em números e buscar inovações mais próximas de 0.00
iur. 

Com
a “T.I.A. ®©” a mudança é tão simples
que pode ser descrita em uma linha.

E
ainda tem troco: elimina a incerteza e minimiza
os riscos.

Estarei
no Business Innovation, realizado
pela @ebdi em parceria com a Harvard
Business Review Brasil
, expondo a simplicidade da técnica.

“T.I.A.®©” – Teoria das Ideias Autocomparadas – transforma ideias em números.

PALESTRA GRATUITA: A Balança da Inovação: Como eliminar incertezas e minimizar os riscos da inovação.

em by Rui Santo em Artigos | Deixe um comentário  

Convite Palestra Gratuita no lançamento do livro ” A Balança da Inovação”.

PREZADOS INOVADORES.

É com grande prazer que apresentamos a palestra gratuita no lançamento do livro impresso “A Balança da Inovação®©” no Inovabra, dia 08.08.2019 das 19:00 / 21:00 horas.

Notas:

O livro não será vendido no ambiente. Para comprar, acesse aqui.

Para participar é indispensável inscrever-se no site do Inovabra. Inscreva-se aqui.   

Vagas limitadas.

Venha participar da (R) Evolução da Inovação”.

CONTEÚDO DO EVENTO.

A Balança da Inovação®© oferece a
primeira metodologia lógica matemática que transforma ideias em números,
elimina incertezas e minimiza os riscos da inovação.

Contém a Bússola Matemática®© que orienta e sustenta as decisões dos inovadores no mar de ideias, separando joias de bijuterias, baseado em números onde as divergências de opiniões se desfazem e os achismos são superados.

É a (R) evolução dos números dominando o cerne da inovação com respostas sustentadas pela lógica:

1- Porque o índice de sucesso de inovações/startups é tão baixo e como reverter
esses resultados?

2- Porque podemos afirmar que incerteza e alto risco “não são intrínsecos à inovação”? Com a Bússola Matemática®© obtemos certeza com baixíssimo risco.

3- Porque suas ideias não vingaram como você gostaria? E algumas passaram muito longe de qualquer sinal de sucesso….

4- Porque, mais cedo ou mais tarde, você terá que substituir seus métodos subjetivos de inovação (eu acho, tu achas, ele acha – que gera divergência, multiplica incertezas e aumenta os riscos) por métodos objetivos (que gera convergência, fortalece certezas e baixa os riscos)?

5- Porque a inovação é composta de três itens inseparáveis? Saiba quais são, qual você despreza e qual é predominante há 3.3 milhões de anos, sem exceção.

6- Porque podemos e devemos quantificar ideias no usuário tal qual a medicina
quantifica doenças no paciente?

7- Porque, embora a Bússola Matemática®© seja primordial ao processo de inovação, ainda não é suficiente. Venha “reconhecer” os outros dois itens que constituem os três pratos da Balança da Inovação®©: a prova dos nove = valores humanos e a prova financeira = preço da ideia.

Ou, metaforicamente, como se
relacionam “mente, coração e bolso
na inovação.

8- Porque o gestor poderá, se quiser, dispensar opiniões de achistas e reduzir de anos para meses o desenvolvimento da inovação? O gestor agora possui uma ferramenta que lhe dá sustentação matemática para decidir os projetos de inovação.

Fim do momento doloroso, de incerteza aguda – “e agora, em qual investir?”.

9- Dizem por ai que saber qual ideia será sucesso é a resposta procurada de 1.0 milhão de dólares. Venha compreender como o usuário a reconhece e o inovador a constrói, matematicamente.

10- Se você não estiver muito satisfeito com seus resultados de inovação ou quiser melhorar os que já tem, venha participar e traga seus amigos profissionais para conversar, depois do evento.

Certamente, será enriquecedor para
todos.

Afinal, chegou a hora da inovação usar a mesma Bússola Matemática®© que a medicina, a linguagem e os textos, as receitas de alimentos, a moda, a garantia da qualidade, a física e outros temas já utilizam com excelentes resultados.

SOBRE O AUTOR–PALESTRANTE

Rui Santo é mestre em ciências da comunicação / ECA – USP, Eng. Sênior trabalhou na Suíça, Alemanha, França, Itália, Espanha e Iugoslávia.

Prof. de criatividade, inovação e
futuro no MBA PECE/POLI/USP, FIA, EMI e outros.

Está entre os 10 inovadores – ESPM /
2006.

Autor de 11 técnicas de criatividade, dos métodos matemáticos que
transformam ideias em números e solucionam o Nó Górdio da Inovação e da Balança da Inovação®©, um Ovo de Colombo que comprova / reprova ideias.

Atua pela Rui Santo Consulting / S.I.T. – Institute como conselheiro corporativo, palestrante internacional, autor, consultor e professor.

Obrigado pela atenção.

Rui
Santo.

iursanto@gmail.com

www.galaxiacriativa.com.br

www.balanceofinnovation.com 

INOVAÇÃO: Perguntas antigas – Respostas inspiradoras.

em by Rui Santo em Artigos | Deixe um comentário  

O conflito não é entre o bem e o mal, mas entre o conhecimento e a ignorância. Buda.

Resumo:

Neste artigo vamos explorar novas respostas para questões antigas que não
foram eficazmente respondidas, uma vez que a dificuldade de inovar tem estado
rigorosamente mantida, apesar de todos os esforços feitos no sentido de ajudar
os inovadores.

Estas
respostas inspiradoras são baseadas no método logico matemático (A T.I.A.©® – Teoria das Ideias Autocomparadas) que
quantifica ideias desenvolvidas para se tornarem inovação, de tal modo que o
inovador poderá sistematizar /repetir o método com baixíssimo risco para ideias
de continuidade, ruptura, disruptiva, de sustentação, mais do mesmo…

Aqui
tentamos desfazer os mitos e ilusões que seguram os inovadores no
labirinto, dentro da caixa dos métodos
subjetivos
, os quais, ao escaparem dessa gaiola e encontrarem o método
lógico – matemático poderão concluir, por si mesmos, quanto do que fazem leva-os
quase que necessariamente às falhas da inovação.

Com estas respostas o leitor saberá que sistematizar a inovação é bem
mais fácil quando utilizamos os métodos adequados, dispensando tantos arroubos
e elucubrações como aquelas que lemos todos os dias nas variadas mídias onde
são publicados.

Não há como comparar a simplicidade evidente do
método objetivo
com a dificuldade e incerteza insana dos métodos subjetivos.

Outras ciências (medicina, alimentos, linguagem e textos escritos, física,
química, garantia da qualidade, …) já passaram por essa fase e, felizmente,
conseguiram sair do estado de incerteza e alto risco ao inserir no próprio
coração os números que lhes dão sustentação matemática para prosseguir
repetindo o método, indefinidamente.

Então chegou a vez das ideias para inovação sistematizarem seus processos
inserindo números no cerne do método para que possam ser repetidos,
simplificadamente, ad infinitum…

Leia Mais

100 pensamentos e frases

em by Rui Santo em Artigos | Deixe um comentário  

que tiram seus neurônios da caixa.

Inspiram e impactam a criatividade, inovação e visão de futuro

RESUMO:

 Oferecemos 100 pensamentos e frases para remexer e tirar seus neurônios da caixa, destinadas a profissionais de ideias: gestores, investidores, pesquisadores, inovadores.  

Para aqueles que trabalham com startups, incertezas e riscos, avaliação de ideias, administração matemática de ideias, valores humanos e benefícios das inovações, custos e preços de ideias.

100 pensamentos e frases é um “café da manhã” para ambientes corporativos, acadêmicos, aceleradoras, incentivadoras e similares, isto é, espaços de produção de ideias. 

Pensamentos e frases são fontes de inspiração.

Depois de ler e refletir suas novas ideias não caberão mais na velha caixa. 

É uma (R)evolução no cerne da inovação que o conduz a conceitos simples, evidentes por si mesmos, impactantes, …

Experimente.

Você não tem nada a perder, mas vai encontrar muito a ganhar.

NOTA 1: estas 100 frases são continuação do artigo “50 frases inéditas para se inspirar”.

NOTA 2: COPYRIGHT © liberado para citação com o devido crédito a Rui Santo.

Leia Mais

Corporações unem-se a startups – Quanto vale uma ideia?

em by Rui Santo em Artigos | Deixe um comentário  

Ensaio
aborda as relações entre startups, corporações e capitalistas de riscos e como
as incertezas ampliam os riscos e travam a continuidade dos projetos de
inovação resultando em um novo tsunami de ilusões que os envolvidos devem
conhecer para evitar.

Saiba
mais em
< https://lnkd.in/dYh3b27 >

CORPORAÇÕES UNEM-SE A STARTUPS: A nova onda na administração – mais um tsunami de ilusões.

em by Rui Santo em Artigos | Deixe um comentário  

Resumo:

Neste artigo, longo, mas esclarecedor, abordamos as características dos três entes que participam da nova onda: corporações x startups x investidores de risco. Essa nova onda vai produzir mais um tsunami de ilusões, uma vez que os problemas centrais estão rigorosamente mantidas, tanto quanto estiveram nas ondas anteriores (Open Innovation, Lean Startup, Design Thinking, …), as quais deveriam resolver os problemas da inovação, mas não o fizeram. Isto é, todas essas práticas estão submetidas ao método subjetivo – eu acho, tu achas, ele acha –  gerador de divergências que acarreta incertezas, elevam os riscos e acabam por travar a continuidade dos projetos pelas dúvidas e temores dominantes. O artigo apresenta as características dos três entes explicando os meios que utilizam, os quais produzem ilusões dado que não podem garantir o que afirmam. Por fim, o artigo contrapõe a T.I.A.®©, o único método objetivo, sustentado pela lógica – matemática, que mede ideias através do consumo de esforços do usuário para manuseá-la, válido para qualquer inovação em qualquer parte do mundo, obtendo-se valores numéricos independente de opiniões, consultas aos consumidores e especialistas, que embora sinceras não têm metodologia para apoiar seus conselhos.

Precisamos produzir ideias disruptivas no cerne da inovação.
Precisamos de uma (r)evolução nas mentes inovadoras.
Do jeito que vamos, morreremos antes de chegar à praia porque nem sabemos se há uma...


O tsunami de ilusões está garantido porque os riscos e incertezas
não foram eliminados na união startups x corporações.

  Leia Mais

Destruição Criativa: Direção é mais Importante que Agilidade.

em by Rui Santo em Artigos | Deixe um comentário  

A Destruição Criativa tem um “sentido de direção – único, milenar e irreversível” que nos permite prever o futuro da inovação, matematicamente. Exemplos reais – Kodak, Nokia, BlockBuster, …

 

Resumo: neste artigo abordamos porque a direção é incomparavelmente mais importante que a agilidade na inovação. Ao saber que estamos na direção certa (existe uma única mantida milenarmente) devemos agilizar a inovação. Mas quando não temos a direção a seguir, surge a incerteza e o alto risco passa a dominar. Apresentamos três casos conhecidos que, embora seus gestores conhecessem o produto substituto no futuro imediato, isto é, a direção a seguir, não tinham metodologia que lhes desse certeza. Agora a metodologia está disponível e mostra que o futuro imediato e o porto final para onde as ideias se dirigem é matemático, é comum a todos e é conhecido a priori. O artigo ainda oferece uma variedade de percepções úteis para o gestor inovador refletir sobre suas ideias e inovações.

Leia Mais

AVALIAÇÃO DE IDEIAS: como e quem deve decidir entre tantas e tão maravilhosas?

em by Rui Santo em Artigos | 2 Comentários

RESUMO: avaliar e escolher ideias para inovação é sempre um momento de incerteza aguda para os envolvidos nesse processo – gestores, autores, investidores, diretores, etc…. uma vez que se valem de “métodos subjetivos – eu acho / tu achas / ele acha”, cujo resultado é um altíssimo e desestimulante índice de fracassos completos ou ROI abaixo do esperado. O artigo “fotografa” o estado da arte atual, expondo quem e como se decide nas corporações, gerando o moto-contínuo do fracasso da inovação devido à falta de metodologia que ofereça alguma certeza com baixo risco. O texto ainda oferece um resumo sucinto das metodologias disponíveis, expondo o ponto frágil comum a elas. Como solução para o problema mapeado, o artigo oferece alternativa para que o gestor e equipe sejam os responsáveis pela inovação, capacitados, certificados e sustentados pelos métodos lógicos – matemáticos inquestionáveis, que produzem inovações com certeza e baixo risco.

Leia Mais