Novos meios de se proteger contra os riscos das inovações

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

Resumo:

Este artigo é continuação do título “novos tipos de inovação anunciam tsunamis nas corporações”. Desta vez abordamos os riscos da inovação, o Hedge da Inovação e sugerimos algumas maneiras de se proteger dos tsunamis de inovação.

 

No artigo anterior apresentamos três tipos de ideias para inovação que estão surgindo no horizonte com um potencial de destruição tal qual um tsunami de primeira grandeza.

São três tipos que devem ser tratadas como “inovações na inovação”. Leia Mais

Soluções ou Benefícios? Quais benefícios descartam soluções de problemas?

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

Resumo:

O artigo mostra a sutileza que diferencia e separa soluções de benefícios. Enquanto soluções contêm novos e criativos problemas escondidos, benefícios entregam valores extraordinários, insuperáveis e impensáveis. Descartamos soluções tão logo encontramos benefícios.

 

 

Tipicamente as empresas, especialmente as de informática, têm o hábito de oferecer “soluções aos clientes”. No entanto, nenhum de nós quer soluções, embora aceite-as quando não há alternativa. Todos nós queremos benefícios.

Explico melhor:

Soluções são concepções (saídas / alternativas / estratagemas) que resolvem problemas desde que o usuário realize algumas ações, incluindo  manutenções periódicas para conservar o estado inicial. Além disso, soluções de problemas escondem novos e criativos problemas, nem sempre identificados facilmente, que no futuro precisarão de novas soluções, num movimento circular e repetitivo, tipo mais do mesmo.

Benefícios são concepções que dispensam qualquer ação do usuário para manter “ad æternum”, os resultados iniciais. Devido sua simplicidade extrema, dificilmente causam novos problemas.

 

Exemplos: Leia Mais

Novos Tipos de Inovação Anunciam Tsunamis nas Corporações

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

Resumo: O artigo aborda em duas partes os novos tipos de ideias para inovação que provocam ações fulminantes nas corporações.
Conhecer esses itens amplia e fortalece as atribuições dos gestores de inovação.
Na segunda parte são abordados os riscos e sugestões para se proteger, o Hedge da Inovação®©.

Tradicionalmente os gestores de inovação ocupam-se de ideias incrementais que se caracterizam por manterem a continuidade do tipo “mais do mesmo”, focada na sustentação dos itens dominantes da empresa, lideres de mercado. São aperfeiçoamentos que tentam reforçar os benefícios do item, produto ou serviço, ampliando a receptividade do mercado.

Outra ocupação dos gestores de inovação é o desenvolvimento de novas ideias de produtos e serviços, para circular pelo funil até, talvez, se tornarem inovações. Tais projetos devem possuir sinergia com a corporação, estar dentro do planejamento estratégico, da cultura praticada, ter potencial de mercado e rentabilidade apropriada para o investimento previsto (ROI), além de outras condições típicas do segmento. Leia Mais

A solidão dos revolucionários criativos.

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

Resumo:
Aborda a importância da solidão na criação das ideias que transformam o mundo.

DEUS CRIOU O MUNDO, E O FEZ EM PROFUNDA SOLIDÃO, ATÉ ONDE SABEMOS.

A criatividade é a fonte primária das revoluções no mundo desde o seu surgimento, em todas as áreas.
Tipicamente, a criatividade revoluciona os conceitos existentes e surge com ideias que desbravam além da situação dominante, às vezes estagnada.
Esse é o caso dos autores das grandes mudanças históricas do mundo, os grandes criativos como L. da Vinci, Galileu, Kepler, Newton, Darwin e Lamarck, Einstein, M. Curie, Picasso, A. Turing, N. Tesla, W. Kandinsky, Santos Dumont cujas ideias revolucionárias foram inspiradas e criadas na solidão da concepção e fora da universidade, como se fossem “duas solidões – uma sobre a outra”, se isso fosse possível.
Esse é um dado importante da criatividade que se caracteriza como uma das atividades mais solitárias do mundo: a solidão da produção revolucionária de ideias que alteram o curso da história.

SEM GRANDE SOLIDÃO, NENHUM TRABALHO SÉRIO É POSSÍVEL. PICASSO. Leia Mais

ENTRE MÚLTIPLAS ALTERNATIVAS, COMO SABER SE CONDUZIR.

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

 

No mundo contemporâneo a criatividade individual surge da diversidade de situações, que precisamos contornar diariamente, tornando-se um item básico, tanto indispensável quanto benéfico ao viver atual.

Em cidades grandes o requisito de ter ideias é prioritário devido à quantidade de casos diários que surgem de fontes variadas.

No transito, metrô, nos restaurantes, no trabalho, relações pessoais, face book e família, na internet é requerido de cada um ter mais ideias para manter-se com as conexões ativas e os diálogos fluentes.

Certamente, não há dúvida que as ideias surgem continuamente nas redes sociais e constituem um forte atrator para nos manter conectados.

Desse conjunto infindável decorre o conceito de “emergência” definida como uma propriedade ou substancia ainda mais fundamental, uma singularidade irredutível em relação as suas origens. Leia Mais

Criatividade – 11 ferramentas para acelerar a produção de ideias

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

Resumo:

Quando temos a ferramenta apropriada fazemos as coisas sem dificuldade.  O artigo comenta técnicas conhecidas e acrescenta 11 ferramentas que facilitam novas respostas criativas.     

 

Ao compreendermos que a criatividade é, ao fim e ao cabo, uma questão de quantidade e diversidade de conexões entre neurônios, podemos desenvolver atividades que nos tornem mais criativos.

Na escola aprendemos multiplicação na aritmética, a função da crase em português, os métodos que levaram o homem à lua, etc. de tal modo que esses conhecimentos nos introduzem no mundo que vivemos.

Não precisamos voltar à escola para reaprender a multiplicar…
Leia Mais

Talento criativo – único pré-requisito dos profissionais do futuro

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

Resumo: 

             Este artigo sugere que no futuro próximo o único pré-requisito profissional será a capacidade criativa plenamente desenvolvida e oferece três sugestões para encontrar esses profissionais, dado que a produção de ideias é oscilante.

 

Desde o ano de 2.000 comentávamos nos cursos de MBA que a habilidade criativa desenvolvida estaria entre as cinco habilidades mais procuradas nos profissionais das corporações. Em 2010 uma pesquisa da IBM com 700 organizações em 61 países confirmou nossas previsões, indicando que para ocupar cargos de direção era indispensável ter a capacidade criativa desenvolvida, essa habilidade capaz de governar as corporações, enfrentando as ideias criativas da concorrência.

Atualmente, esse tema ganhou tanta energia que se estendeu a todos os níveis, de alto a baixo, tornando-se um requisito básico para ingressar em qualquer cargo, exceto em contabilidade, o único setor que ninguém quer criativos desenvolvendo ideias, como indicaram pesquisas americanas.

Como já trabalhei com todo tipo de aprendiz do tema, desde índios, domesticas, religiosos, doutores acadêmicos, microempresários e no mundo corporativo do  “p ao P” (do porteiro ao Presidente) pude presenciar como ideias aceleram o progresso profissional, tanto quanto a estagnação e o atraso devido à falta delas. Leia Mais

Five Methods for Measuring Ideas – PDF text – CPSI 2014 – Bufflo – New York.

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

FIVE METHODS FOR MEASURING IDEAS – PDF TEXT – CPSI – 2014 – BUFFALO – NY

The Gordian knot of Innovation – The Secret to Measuring Ideas – P.P. Presentation – CPSI Jun 2014 – Buffalo – New York

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

The Gordian Knot of Innovation – The Secret to Measuring Ideas – P.P. Presentation – CPSI Jun 2014 – Buffalo – New York

The Gordian knot of Innovation: The Secret to Measuring Ideas

em by rui.santo em Artigos | Deixe um comentário  

Dear reader – specialized in innovation

 

I would like to invite you to CEF / CPSI Conference 2014 – Buffalo / New York.  They are celebrating 60 years.

My presentation is:

The Gordian knot of Innovation: The Secret to Measuring Ideas

 Rui Santo

 Learn how to measure ideas mathematically to minimize the risks and uncertainties of innovations and to sustain the decisions of corporate managers. Ideas turned into numbers take us to the safe haven of Successful / Ideal Ideas. We present five ways to measure ideas, including the first instrument, which balances the user’s efforts, human values, and the price of ideas of corporate innovations.

You will:

– Learn proven methods for measuring ideas mathematically taught for over 10 years MBA’s.

– Learn the “Universal Sense of Direction of Ideas for Innovation – Unique and Millennial.”

-Revolutionize the methods of searching for ideas for innovation, forever desired by the user.

 

Local / Date: UNIVERSITY AT BUFFALO (UB). BUFFALO – New York / June 21, 2014

CEF / CPSI: < http://www.cpsiconference.com/ >

All presentations: < http://www.cpsiconference.com/programs_extending.htm >

 

Presentation Summary

 

1 – Since the XVII century…

As a young man, Gottfried Wilhelm Leibniz (1646 – 1716) had a beautiful dream:

To discover the calculus that could map every single idea in the world into symbols (numbers).

Such a universal calculus would put an end to all scholarly bickering and could be swiftly resolved by dispassionate calculation.

However, nobody, Leibniz included, has yet found that holy grail.

Gerd Gigerenzer – < http://edge.org/responses/what-scientific-idea-is-ready-for-retirement >.

 

2 – One of the biggest (and main) difficulties of creativity is to measure your own ideas, to transform them into innovation! This problem is so difficult that we thought there was no possible solution! However, it is not true!

3- In up to 96% of ideas transformed into innovation are improper and the companies, each year, lose billions of dollars, time, raw material, expertise, motivation, opportunities, reputation, brand value, value of shares on the stock exchange and others.

The risk with ideas to innovation is too high, real and constant and carries many companies into bankruptcy!

In this presentation, we offer five solutions to this problem.

 

 After 70 screens and 1:30 hours, we can conclude:

1- Can be sure, it is possible to measure (calculate mathematically) ideas. They turned into numbers inform the distance from the safe harbor of Ideal Idea.

“I never see what has been done. I only see what remains to be done.” Marie Curie.

 

2- Since forever, the user’s body is the main reference to measure and to produce ideas for products and services.

“Man is the measure of all things” – Protagoras of Abdera, axiom, 480 BC.

The effort to save yourself is the first and only foundation of virtue – Spinoza

 

3- The “S.I.T. ®© – Self-Compared of ideas Theory ®©” focuses on self-comparison performed by the user between the old idea that already knows and new idea, still in conception / creation, brainstorming room…

After the self-comparison, the user decides by the idea (old or new) that requires him lower their energy consumption (Kcal), lower occupancy of your time (min, sec.), and less movements (cm, m, km).

“When we measure ideas, strengthen substantially the creative processes”.

 

4- There is a “Universal Sense of Direction of Ideas for Innovation ®©, Unique and Millennial”. The creative process needs to practice the production in the direction of Ideal Ideas (0.00 iur) to avoid losses of all kinds. The arrow indicating direction let us to see the future of products and services.

The Future Periscope” = Lets see the next product and the final product.

Among different technologies, we now know which to choose.

 

 “Now, we have a compass to guide us and we know to where we want to go”.

 

5- First instrument for measuring ideas – the Balance of Innovation®©uses mathematical logic to compare three variables – efforts, benefits (human values) ​​and prices, where prices is the resulting from the interaction between the other two.

 

6- Innovation is not a topic of high risk. Absolutely!

High Risk is a methodology based on ideas centered on own navel / interests (of the manufacturer / corporation).

Even to give a gift to his girlfriend, this method is high risk.

 

7- This five methods gives a tool for innovators – investors (entrepreneurs, inventors, researchers and scientists, engineers and designers, directors and strategists, developers and all who depend on ideas for businesses, public policies and legislation), that can change how they are considering ideas, coming from different sources, whose losses are minimized with these concepts.

The managers can refine and decide among different ideas, mathematically.

 

 

8- Creativity can be an independent science to hold own methods of evaluation and analysis of the object of study: ideas.

 

Evidently, it is just a overview, a Brief Summary of S.I.T.© ®– Self-Compared Ideas Theory© ®, but enough to bring new insights to the problems of ideas to innovation.

Consider using these methods to find out why some ideas did not give the result you expected.

You have nothing to lose, but you can find much to gain!

End of presentation.

 

READ ALSO:

 

1- FIVE METHODS FOR MEASURING IDEAS – PDF TEXT – CPSI – 2014 – BUFFALO – NY

http://galaxiacriativa.com.br/wp-content/uploads/2014/07/FIVE-METHODS-FOR-MEASURING-IDEAS-PDF-TEXT-CPSI-2014-BUFFALO-NY.pdf

 

2- The Gordian Knot of Innovation – The Secret to Measuring Ideas – P.P. Presentation – CPSI Jun 2014 – Buffalo – New York

http://galaxiacriativa.com.br/wp-content/uploads/2014/07/THE-GORDIAN-KNOT-OF-INNOVATION-THE-SECRET-TO-MEASURING-IDEAS-CPSI-JUN-2014.pdf

 

3- New article presents the first mathematical method of measuring ideas, available in “Innovation Management – Sweden”:

< http://www.innovationmanagement.se/2014/10/23/methods-of-measuring-ideas-for-innovation/ >.

 

 

Rui Santo

São Paulo / Brazil

ruisanto@galaxiacriativa.com.br

ruisanto@usp.br

ruisanto@uol.com.br

 

If you want to see more, explore (all in portuguese) < www.galaxiacriativa.com.br > :

– 10 Techniques of Creativity: the five senses; emotional equilibrium; verbs and adjectives; creative passwords;… < http://galaxiacriativa.com.br/?page_id=278  >.

– See video (in portuguese): < https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=2NFHZ5km-yg#! >

– Periscope of the Future: observe the near future of products and services, and beyond

– First Instrument to Measure Ideas for Innovation –  The Balance of Innovation.

– Calculation of ideas, Mathematically

– Evaluation of Ideas: Efforts, Human Values / Benefits ​​and Prices test ideas.

– Distinction among “ideal ideas” and others that throng the boilers of hell.

Copyright Rui Santo < ruisanto@galaxiacriativa.com.br >.